Mantenha os locais arejados e bem higienizados

Marques de Souza - Preocupado com o bem estar da população e a fim de esclarecer as dúvidas que surgem em relação à disseminação do Coronavírus a partir dos alimentos, o Serviço de Inspeção Municipal de Marques de Souza (SIM) informa a população sobre orientações importantes neste momento de pandemia.

Conforme a médica veterinária responsável pelo SIM, Simone Dadall, até o momento não há evidências de contaminação pelo novo coronavírus por meio de alimentos, mas o cumprimento de boas práticas garante a entrega de alimentos seguros reduzindo o risco de disseminação do COVID-19 entre os colaboradores envolvidos na cadeia produtiva.

Ela lembra que nos locais de manipulação de alimentos deve ser observado alguns cuidados, que podem originar uma contaminação dos alimentos, como: comer, fumar, tossir, cantar, assoviar ou outras práticas anti-higiênicas. Da mesma forma, deve ser cuidado o distanciamento das pessoas dentro das instalações de produção e processamento, respeitando no mínimo um metro de distância entre as pessoas. Além disso, a lavagem frequente e correta das mãos é uma das estratégias mais efetivas para reduzir o risco de transmissão e de contaminação pelo vírus. A profissional lembra também sobre a limpeza e a desinfecção das outras áreas da planta de produção, como vestiários, banheiros, vias de acesso e os pátios. 

“É importante redobrar os esforços de limpeza e desinfecção de ambientes, incluindo higienização de superfícies de maior contato como maçanetas de portas, corrimãos, banheiros, torneiras, pias”, explica. Simone destaca ainda que para limpeza são indicados os detergentes; limpadores multiuso, como desengordurantes, limpa vidros e o próprio álcool em baixas concentrações, o que significa abaixo de 54ºC.

Já para desinfecção das superfícies devem ser utilizados, por exemplo, solução de hipoclorito a 1%, ou seja, água sanitária na diluição recomendada no rótulo, álcool 70% líquido ou gel, e os próprios desinfetantes, sempre seguindo a orientação descrita no rótulo.  

Para a médica veterinária, além de todos os cuidados com a higiene e limpeza, o uso da máscara é um forte aliado e atua como barreira física, reduzindo a propagação do vírus e, consequentemente, a exposição e o risco de infecções. "É recomendada a troca frequente das máscaras ou sua higienização, conforme o material. Também devemos ter cuidado para evitar tocá-las e sempre que isso ocorrer, é necessário realizar a lavagem correta das mãos", finaliza.



Data de publicação: 29/06/2020

Créditos: Stefani Agência de Notícias

Créditos das Fotos: Divulgação

Compartilhe!